Reserva de Emergência! O Que é e Como Fazer em 2 Passos?

Você tem uma reserva de emergência para caso tudo der errado? Uma boa e positiva resposta para essa pergunta nos dias atuais seria excelente. Você sabe que estamos passando por tempos difíceis, principalmente por causa da pandemia mortal e global que atravessamos em que muitas pessoas perderam o emprego e estão mais “apertados” no sentido financeiro.

Obviamente ninguém quer estar em dificuldade financeira, mas o mundo não são flores vermelhas, sendo assim, o dia da dificuldade pode chegar para qualquer um, por isso mais uma vez eu pergunto: Você tem uma reserva de emergência para caso tudo der errado?

Não ache que estou te enrolando para dizer o que é uma reserva de emergência, mas se você já fez o ENEM sabe que todo texto precisa de introdução, e se não sabia, agora sabe.

Pois bem, então vamos lá. Ao fim deste curto post espero que se a resposta para a questão: “Você tem uma reserva de emergência para caso tudo der errado?” Seja um “sim” ou um “terei”. Você sairá daqui sabendo o que é e como fazer uma reserva de emergência, e sem enrolação. Vamos ao passo 1.

O que é uma reserva de emergência?

Sabe aquele dinheiro que sua avó colocava em baixo do colchão para usar só e somente quando a situação financeira desse uma apertada?  Pois bem, podemos chamar aquele dinheiro de reserva de emergência.

Uma reserva de emergência é um valor em dinheiro que você deixará destinado a suprir necessidades fixas por um período de tempo sem que você dê um piripaque por não ter nenhum centavo furado.

 Sim, eu quero encucar na sua cabeça, logo, eu perguntarei novamente para tu não esquecer dessa frase até iniciar o que ela propõe. Você tem uma reserva de emergência para caso tudo der errado?

Você precisa entender que ter uma reserva de emergência é uma necessidade de todo mundo que tem contas a pagar ou que não vivera para sempre à custa dos outros.

Não estou lhe desejando o mal, longe disso, mas se você perdesse seu emprego hoje, como ficariam as coisas? Você estaria tranquilo pois tinha um planejamento no mínimo a médio prazo caso isso acontecesse ou ia se desesperar e ir procurar pedir empréstimo?

Se sua resposta foi a segunda pergunta (que controverso kkkk) eu, pela milésima vez mando a questão: Você tem uma reserva de emergência para caso tudo der errado?

Cobrar é muito fácil, ajudar é que é complicado. Pois bem, o segundo passo tem o objetivo de te ajudar, vamos a ele.

Como fazer uma reserva de emergência?

No primeiro passo eu disse que o dinheiro no colchão, mas foi só um exemplo que podia ser bom a muitos anos atrás, quando não havia um bom lugar para colocar seu dinheiro, mas hoje tem, e muitas são as opções.

O primeiro passo para montar sua reserva é separar mensalmente um dinheiro, o máximo que você puder mesmo, até montar uma boa reserva corte gastos, fala para seu filho que esse mês não tem Netflix, fale para esposa que a viajem para a praia vai esperar um pouquinho.

Se reinvente, crie coisas mais baratas e simples para a sua diversão e da sua família, de modo a evitar gastar muito por um tempo.

Coloque o dinheiro em uma conta com liquidez diária. Tem muitas contas que pagam mais que 100% do CDI só por você deixar seu dinheiro lá.

Então economize e guarde, os especialistas recomendam que você gere ao menos um valor que supra suas despesas fixas por pelo menos 6 meses para que você tenha tranquilidade e tempo para conseguir se reorganizar.

Então, você tem uma reserva de emergência se caso tudo der errado? Aposto que vai se organizar agora mesmo. Não é fácil começar do zero e em um pais emergente como o nosso, mas faça um esforço extra, você é capaz.

De grão em grão a galinha enche o papo e pode ir dormir tranquila sabendo que o papo está cheio de milho. Então vamos, sem desanimar. Inicie sua reserva de emergência agora mesmo.

Comente e diga o que achou!