Os Axiomas de Zurique: O Livro Que Você Tem Obrigação de Ler #12 Partes

Cada livro que lemos traz uma nova mensagem, uma visão que muita das vezes nunca tinha passado em nossa mente.

O livro Os Axiomas de Zurique com certeza têm esses traços, você jamais verá o mercado financeiro do mesmo jeito.

O livro foi escrito por Max Gunther, e conta a história do pai e de alguns amigos dele.

No livro, Max conta que seu pai e os amigos passaram anos para chegar aos 12 grandes axiomas e 16 axiomas menores.

E o último Grande Axioma é com certeza o mais controverso que vocês verão na vida.

Você pode estar se perguntando: mas o que é axioma?

Axioma é uma verdade incontestável, é como se fosse algo obrigatoriamente verdadeiro.

E é justamente isso que o autor quer passar em sua obra. De que necessariamente você precisa viver esses 12 grandes axiomas para enriquecer.

Logo abaixo iremos criar um resumo do livro Os Axiomas de Zurique, e nele você vai entender exatamente tudo que é passado.

Mas antes, é muito importante mencionar que, o autor na maior parte do livro, fala sobre o mercado de ações, pois, foi nele que o mesmo fez fortuna.

Porém, tudo pode ser aplicado nos mais diversos mercados, como de imoveis, investimentos em geral, grãos, metais preciosos e etc..

Quais São Os Axiomas de Zurique?

Você perceberá que, para cada grande axioma existe uma frase que resumirá todo o capítulo.

1. Do risco

Se você não está preocupado, não está arriscando o bastante“, com isso, ele passa a ideia de que o risco é necessário para conseguir o enriquecimento.

Se você ainda não atingiu os valores financeiros que almeja, e também não está preocupado, talvez esteja fazendo algo errado.

Ou na verdade, não esteja fazendo nada. É preciso estar sempre buscando coisas mais rentáveis. E como sabemos, quanto mais POSSIBILIDADE de ganhos, maiores são os riscos.

Os Axiomas de Zurique deixam isso muito claro.

2. Da ganância

Identifique o lucro sempre cedo de mais“, se você investe em algum ativo de renda variável, provavelmente já cometeu um dos seguintes erros, que é:

Entrou em uma operação sem estabelecer um preço de saída ou, estabeleceu um preço de saída e quando chegou no alvo não vendeu o ativo.

Esses são erros muito comuns no mundo dos investimentos, mas saiba que é necessário ter disciplina. Esse é o erro da ganância.

Quando se chega ao ponto de venda, você imagina que o preço do ativo vai disparar sem sua presença.

E acredite, isso com certeza vai acontecer uma hora ou outra. Mas quando se estabelece metas, os resultados positivos tendem a ser mais consistentes.

Então, entre nos ativos que achar melhor, e defina um ponto de saída, não espere todos saírem.

Gostou do livro? Adquira abaixo.
q? encoding=UTF8&MarketPlace=BR&ASIN=8568905153&ServiceVersion=20070822&ID=AsinImage&WS=1&Format= SL250 &tag=genissonpinhe 20ir?t=genissonpinhe 20&l=am2&o=33&a=8568905153

3. Da esperança

Quando o barco começar a afundar, não reze. Abandone-o“, algo que acontece com muita frequência, são pessoas ficarem presas a investimentos por meses, e até anos.

Porém, tendo prejuízo, esse exemplo, na verdade diz respeito a investidores que ficam longos períodos aguardando para recuperar o dinheiro que colocou.

Isso é muito prejudicial, já que muita das vezes, aquele valor que está preso na aplicação em questão, acaba te impedindo de fazer bons negócios.

No livro Os Axiomas de Zurique, ele aconselha ficar no ativo com até 15% a menos do maior valor que o ativo atingiu com você comprado.

Ou seja, se foi comprado um ativo de R$100, e ele chegou até até R$115, e por algum motivo você não vendeu, o conselho é ficar até atingir R$97,75.

No livro com certeza você entenderá melhor.

4. Das previsões

Desconfie de quem diz que pode prever o futuro” é bastante comum vários nomes do mercado financeiro anunciarem diversas previsões.

Os mesmos dão diversos palpites sobre muitos ativos, e ao meu vê, fazer consultas a esses estudos de vez em quando não é prejudicial.

O problema está, quando você para de analisar o mercado para seguir inteiramente os conselhos de outra pessoa.

Tenha cuidado, porque se essa previsão estiver errado, para quem indicou é só mais um erro, mas para quem seguiu o conselho, pode representar um prejuízo catastrófico.

Então analise bem seus investimentos e saiba correr o risco sozinho.

5. Dos padrões

Até parecer ordem, o caos não é perigoso“, imagine que você esteja em um investimento há uns meses, e começa a achar que quando determinada coisa acontece o valor do seu ativo sobe.

Isso é um risco muito grande, porque outras pessoas possivelmente já perceberam isso também, e esse fato acaba eliminando essa ordem.

O mercado geralmente segue o oposto do que as grandes massas esperam.

Quando começar a parecer que tudo está muito fácil, tenha cuidado, observe o cenário.

6. Da mobilidade

Evite criar raízes“, no livro Os Axiomas de Zurique, ele mostra o quão prejudicial pode ser criar raízes, vou esclarecer mais.

Digamos que você tenha uma casa que era da sua família, você tem grande sentimento pelo imóvel. Isso pode ser ruim.

Os Axiomas de Zurique dizem que você só pode se apegar às pessoas, jamais a ativos. Isso pode gerar muito prejuízo.

O mesmo também vale para propostas de emprego por exemplo, muitas vezes deixamos grandes oportunidades passarem, apenas para ficarmos perto da família e amigos.

Esses casos precisam ser analisados com muito detalhamento, mas o foco é, não tenha amor por ativos.

Quando for a hora certa, realize seu lucro e saia.

7. Da intuição

Só confie em um palpite que possa ser explicado“. Sabe quando de alguma forma você sente que deve aplicar em um investimento, mas não sabe o porquê?

Se não for encontrado um motivo lógico, talvez seja melhor evitar entrar nesse ativo.

Isso porque achar que algo é bom, não necessariamente seja a verdade. Então quando tiver uma intuição, analise bem, estudo o investimento para só dessa forma realizar a aplicação.

8. Da religião e do ocultismo

q? encoding=UTF8&MarketPlace=BR&ASIN=8568905153&ServiceVersion=20070822&ID=AsinImage&WS=1&Format= SL250 &tag=genissonpinhe 20ir?t=genissonpinhe 20&l=am2&o=33&a=8568905153

Não acredite que cabe a Deus deixar você rico“. Os Axiomas de Zurique traz uma lição bastante valiosa sobre esse assunto.

Não se pode esperar ficar rico com a ajuda de Deus, por mais que a sua crença seja muito grande, você acha que quem tem a obrigação de te deixar rico:

Deus ou você mesmo?

Aprenda a andar com suas próprias pernas. Esse tópico é muito sensível, mas não estou aqui para falar de religião. O fato é que muitas pessoas esquecem que precisam correr atrás dos seus objetivos.

E começam a pedir desesperadamente para Deus trazer dinheiro para si.

Se você tiver crença por ele, lute, se esforce, e alcance tudo. Ao final sim, agradeça por ter conseguido, por ter forças, saúde e etc.. Mas não implore dinheiro para Deus.

9. Do otimismo e do pessimismo

Não faça uma jogada contando apenas com otimismo“, isso quer dizer para não fazer um investimento e contar exclusivamente com o pensamento positivo.

Imagine como seria fácil, se só precisássemos comprar determinado ativo e torcer positivamente para que tenha sido um bom investimento.

Não faz o menor sentido. Claro que, sempre que entramos em uma especulação, desejamos que o dinheiro aumente, mas não se deve fechar os olhos.

Como se não houvesse forma de ter prejuízo. É necessário estar sempre atento, e não achar que está tudo ganho.

Os pensamentos positivos são ótimos, mas tudo precisa do seu devido equilíbrio para não se tornar algo ruim.

Gostou do que leu até agora?

Existem mais 3 Grandes Axiomas de Zurique, para saber quais são de forma mais detalhada , veja o link abaixo.

Esse livro com certeza vai ajudar na sua vida financeira e te trazer conhecimentos jamais vistos.

Quer comprar Os Axiomas de Zurique?

Se você, assim como eu, gostou das ideias que esse livro traz, pode adquiri-lo através do link abaixo. Bons estudos.

2 Comentários

  1. Diogo
    • Genisson Pinheiro

Comente e diga o que achou!